Brasil, Argentina e Alemanha têm futuro indefinido; veja as contas da sobrevivência na Rússia
25/06/18 as 12:47 am
Ver Notcia

Copa do Mundo  chegou na terceira e última rodada da fase de grupos. E o mesmo que as oitavas de final, muito ainda há para ser definido.

Por isso, o  ESPN.com.br  traz um guia completo, grupo por grupo, país por país, do que pode acontecer.

Antes de mais nada, você precisa saber mais fácil de usar os ingredientes da Fifa:

  1. Saldo de gols
  2. Total de gols marcados
  3. Pontos obtidos no confronto entre as partes empatadas
  4. Saldo de gols no confronto entre as partes empatadas
  5. Gols marcados no confronto entre as partes empatadas
  6. Jogo Justo
  7. Sorteio

Isso significa que, se dois times terminarem iguais em pontos, os itens 3, 4 e 5 se resumem ao resultado da partida entre as duas seleções. Agora, caso três ou mais países acabem em situação de igualdade, serão levados em conta apenas números referentes a jogos envolvendo as partes empatadas.

Finalmente, o critério de Fair Play desconta pontos por cartões, da seguinte maneira: amarelo, -1; dois amarelos e consequentemente o vermelho, -3; vermelho direto, -4; vermelho direto para alguém que já tivesse um amarelo, -5. Os critérios não são cumulativos.

Vamos então analisar a situação grupo a grupo. As chances de classificação são baseadas no SPI (Soccer Power Index) do FiveThirtyEight, parceiro da ESPN, que utiliza de fórmulas matemáticas para definir as porcentagens que cada seleção têm de avançar para a próxima fase.

GRUPO A

Denis Cheryshev comemora seu gol contra o Egito© Getty Images Denis Cheryshev comemora seu gol contra o Egito

É o grupo mais definido. Já sabemos quem avança (Rússia e Uruguai) e quem fica pelo caminho (Egito e Arábia Saudita). Resta apenas definir quem ocupará cada posição.

E isso será fácil, já que o confronto é direto. Não há chance de empate no número de pontos: a Rússia lidera com seis pontos e só perde o posto se for derrotada para o Uruguai, que tem a mesma pontuação, mas fica atrás no critério de saldo de gols. Assim, o empate é dos donos da casa.

GRUPO B

Cristiano Ronaldo viu algumas vezes na Copa do Mundo© Maddie Meyer/Getty Images Cristiano Ronaldo marcou quatro vezes na Copa

Portugal e Espanha têm quatro pontos cada e estão empatadas em todos os quesitos, menos no último: o Fair Play, no qual os espanhóis levam a melhor por ter um amarelo a menos.

Portanto, quem conseguir um resultado melhor, por saldo de gols ou gols pró, fica com a primeira posição. Se tudo seguir igual, os portugueses precisarão tirar a vantagem nos cartões ou pelo menos alcançar a igualdade, levando a decisão para o sorteio.

Mas até o Irã ainda tem chances de avançar e, na verdade, só depende dele: precisa vencer Portugal - inclusive, se conseguir a vitória e a Espanha não triunfar, fica com a primeira posição.

Nesse último caso, portugueses e espanhóis definem quem fica em segundo, pela lógica dos critérios de desempate.

GRUPO C

Mbappé e Griezmann comemoram gol da França© Getty Images Mbappé e Griezmann comemoram gol da França

Neste grupo, a França já está classificada e precisa apenas de um empate contra a Dinamarca para garantir a liderança. Já os dinamarqueses precisam também de um empate para garantir sua classificação e podem assumir a liderança se vencerem o confronto.

A Austrália precisa vencer o Peru (já eliminado) e ainda torcer para um triunfo francês - nenhuma outra combinação dá uma vaga aos australianos.

GRUPO D

Messi durante uma partida contra a Croácia na Copa© Getty Images Messi durante a partida contra a Croácia na Copa

A Croácia já está classificada com seis pontos e, mesmo que seja alcançada, dificilmente perderá a liderança do grupo, já que seu saldo de gols é superior ao dos adversários - de qualquer forma, um empate com a Islândia garante a primeira posição.

A Argentina (com 1 ponto) tem a complicada missão de sair da lanterna do grupo e avançar. Nem mesmo uma vitória contra a Nigéria - único resultado que dá chance ao time de Sampaoli seguir na disputa - garante tal feito: se os islandeses também vencerem, as duas seleções ficariam empatadas em pontos e a disputa iria para os critérios de desempate.

Atualmente, a Islândia leva a melhor: -2 contra -3 no saldo, 1 a 1 em gols gerais, 1 a 1 no confronto direto e 0 a -3 em cartões. Os argentinos precisam pelo menos empatar em todos os quesitos para forçar um sorteio.

Agora, os islandeses também podem decidir a vaga com a Nigéria, caso vençam a Croácia e os africanos empatem. Então a decisão iria para o critério de desempate, no qual os europeus precisam superar diferença de dois no saldo de gols e um no total de tentos marcados - se der empate em qualquer desses quesitos, os “Águias” avançam pelo confronto direto.

Finalmente os nigerianos precisam vencer a Argentina para se garantir nas oitavas - ou então empatar e os islandeses não vencerem. Em caso de triunfo e derrota croata, conseguem a primeira posição.

GRUPO E

Neymar congruente gol do Brasil contra a Costa Rica na Copa do Mundo na Rússia© Getty Neymar comemora gol do Brasil contra a Costa Rica na Copa do Mundo na Rússia

O Brasil precisa de qualquer resultado melhor ou igual que a Suíça (levando em conta também saldo de gols e gols marcados) para avançar às oitavas como primeiro do grupo.

Já os suíços, se quiserem ultrapassar a seleção brasileira, precisam tirar a diferença de 1 gol no saldo - em total de gols marcados, no momento, empate em três para cada. Nos cartões, os europeus também saem atrás: -3 a -4.

A Sérvia precisa tirar uma diferença de um ponto para Brasil ou Suíça se quiser se classificar. Se vencer o escrete canarinho, avança.

Caso consiga apenas o empate com a seleção brasileira, só uma derrota da Suíça por dois ou mais gols de diferença dará a vaga aos sérvios - em caso de igualdade nos critérios de desempate, os suíços levam a melhor pelo confronto direto.

Os suíços só perdem a vaga em caso de resultado pior que o da Sérvia (e no caso de empate, vale o dito acima).

Já o Brasil só corre riscos se perder - e mesmo assim, se a Suíça for derrotada por um placar maior, ainda avança.

GRUPO F

Marco Reus (à dir.) Comente a um fim pela Alemanha diante da Suécia© Getty Images Marco Reus (à dir.) comemora após marcar pela Alemanha diante da Suécia

O grupo F é, sem dúvidas, o mais indefinido e até um empate triplo é possível. As seleções entrarão em campo na situação ilustrada na tabela abaixo.

O México é quem tem mais segurança: precisa de apenas um ponto para se classificar como líder do grupo e, mesmo se perder para a Suécia, avança se a Alemanha não triunfar - nesse caso, em segundo, já que os suecos ultrapassariam os mexicanos pelos critérios de desempate independentemente do placar.

A seleção mexicana só é eliminada se for derrotada, os alemães superarem os coreanos e a combinação de resultados trouxer uma derrota também nos quesitos para desempate.

Já a Alemanha precisa vencer por dois ou mais gols ou conseguir um resultado melhor que a Suécia (levando em consideração também saldo e gols marcados) para garantir sua vaga. Os suecos, por sua vez, precisam vencer ou ter um resultado melhor que os alemães para avançar.

Em caso de dois empates, quem fizer mais gols leva - em caso de igualdade, a tabela fica na ordem que está no momento.

Já a Coreia do Sul precisa de um milagre: vencer a Alemanha, torcer por uma vitória do México e ainda tirar a diferença nos critérios de desempate.

EMPATE TRIPLO

Se Suécia e Alemanha vencerem, as duas equipes se juntam com o México com seis pontos e passam a valer os critérios de desempate contando os números apenas das partidas envolvendo os países - os jogos contra a Coreia, então, seriam descartados.

A Suécia é quem se daria melhor, tendo sua vaga garantida em qualquer combinação deste cenário.

A Alemanha, incrivelmente, só não avança em duas situações: se as duas partidas registrarem vitórias por um gol de diferença e com placares idênticos. Nesse caso, os suecos terminariam na liderança e os mexicanos, em segundo.

Ou então se ambas as partidas também terminarem com um gol de diferença, mas com a partida do México tendo mais gols marcados - lembrando que todos os cenários aqui levam em conta vitórias de Suécia e Alemanha.

Por incrível que pareça, os mexicanos são os mais ameaçados. Em qualquer outra combinação de placares, a equipe de Osório seria eliminada, com suecos e alemães definido apenas quem fica em primeiro ou em segundo.

EMPATE TRIPLO PARA SEGUNDO LUGAR

Existe ainda a chance de a Coreia vencer e a Suécia perder, deixando todas as seleções. menos o México, empatadas com três pontos.

Se os sul-coreanos conseguirem vencer por dois ou mais gols de diferença, garantem o segundo lugar. Em caso de triunfo por um gol de diferença, os coreanos só avançam se a derrota sueca for por mais de um tento de diferença ou em uma partida com menos gols marcados.

Em caso de dois placares de 1 a 0, quem se dá bem é a Alemanha.

Como as possibilidades de placares são praticamente infinitas, o jornalista John Burn-Murdoch, do Financial Times, compilou em um gráfico tudo o que pode acontecer com os alemães considerando placares do 0 a 0 até o 5 a 5.

 

John Burn-Murdoch
 
@jburnmurdoch
 
 

New World Cup :

After Germany's last-minute winner blew group F wide open, I decided to take a look at all the different possible combinations of results and outcomes.

Here's where will finish in the group, depending on what happens in the final round of matches

 

 

O azul mais escuro significa liderança do grupo para os germânicos, enquanto o vermelho mais escuro, lanterna. O gráfico é separado em nove setores, referentes aos nove possíveis resultados - cada pequeno retângulo equivale a uma possibilidade de combinação de placares.

GRUPO G

Harry Kane comemora hat-trick depois da partida contra Panamá© Getty Images Harry Kane comemora hat-trick depois da partida contra Panamá

Inglaterra e Bélgica podem definir a liderança do grupo nos cartões. Isso porque as duas já estão garantidas nas oitavas e se enfrentam na última rodada apenas para decidir posições.

Os dois países tem seis pontos, seis gols de saldo e oito marcados no total. Quem ganhar fica com a primeira posição. Em caso de empate, o que decide será o critério do Fair Play.

No momento, a Inglaterra tem -2 pontos (dois amarelos) e a Bélgica -3 (três amarelos). Se até nisso ambas empatarem, será feito o sorteio para saber quem se classifica em primeiro e em segundo.

GRUPO H

Yerry Mina comemora gol da Colômbia© Getty Images Yerry Mina comemora gol da Colômbia

A Polônia é a única sem chances de classificação na última rodada. Já a Colômbia precisa ou vencer Senegal (consequentemente os ultrapassaria), ou empatar e torcer por uma derrota do Japão.

Nesse último caso, os colombianos empatariam em pontos com os japoneses e o duelo seria definido no desempate, que atualmente favorece os sul-americanos: 1 a 2 em saldo, 4 a 4 em gols totais, mas com derrota no confronto direto.

Para avançar, os senegaleses podem até perder, desde que o Japão perca por um resultado pior - levando em consideração os critérios para desempate - mas um empate já garante a classificação.

Agora, se quiser liderar o grupo, Senegal precisa: ou de um resultado melhor que os japoneses, ou conseguir um saldo superior (atualmente estão iguais com um gol), ou marcar mais gols (também estão iguais, com 4) ou então reverter a desvantagem de dois cartões amarelos com relação aos rivais.

Os japoneses, por sua vez, só perdem a vaga em caso de derrota - neste caso, se senegaleses outros percaem, uma disputa seria para os oses de desempate, como exponham aos asiáticos, como citado acima.

* Texto com informações de Dale Johnson, do ESPN.com

Fonte:  ESPN.com.br


 

Todo Direito Reservado a AP-STUDIO PRODUÇÕES E EVENTOS

Trav. Afranio Peixoto 32C - Auto da Cruz
Camaçari - BA
CEP: 42808-070

71.3040-4147
diretoria@camacarifm.com.br