Camaçari FM
Jucá nega articular ida de Imbassahy para PMDB baiano
27/09/17 as 12:00 am
Ver Notícia

O presidente nacional do PMDB, senador Romero Jucá (RR), negou, nesta terça, 26, que esteja articulando em favor do ministro Antonio Imbassahy (PSDB), secretário de Governo da Presidência da República, para que o tucano dispute o senado pelo PMDB em 2018, na chapa ao governo encabeçada pelo prefeito ACM Neto (DEM).

No encontro que teve em seu gabinete com o presidente do PMDB da Bahia, deputado estadual Pedro Tavares, Jucá definiu como “especulações” as notícias de que ele interferiria em decisões do Diretório Estadual.

“Tem muita especulação”, disse Jucá, que tratou de esclarecer: “Quem me procurou e quem me procurar vou dizer: procurem o presidente do PMDB da Bahia’”, resumiu Jucá, segundo relato feito por Pedro Tavares no início da noite de ontem, pouco antes de retornar para Salvador.

Renovação

A audiência com o dirigente nacional do PMDB foi o primeiro desde que Tavares, que respondia interinamente, foi confirmado no comando do partido na Bahia, após a prisão do ex-ministro Geddel Vieira Lima pela Polícia Federal.

O deputado baiano saiu animado da conversa definida por ele como “diplomática” e “positiva”. “O presidente reafirmou confiança na nossa gestão e no trabalho do nosso grupo”, informou Tavares, que aproveitou a audiência para fazer um relato do atual momento do PMDB no estado.

Na conversa de cerca de uma hora, Pedro Tavares explicou a Jucá que o partido na Bahia está em processo de renovação, com um trabalho para atrair novas lideranças políticas e fortalecer os diretórios municipais e os núcleos partidários.

Esse processo, segundo o dirigente baiano, será reavaliado quinzenalmente em reuniões dos membros da executiva estadual. O objetivo é criar um estrutura partidária competitiva em 2018. Hoje o partido tem um deputado federal, Lúcio Vieira Lima, cinco estaduais e 48 prefeituras. Também será feito um esforço para reaglutinar lideranças históricas que se distanciaram da sigla.

Indagado, o deputado negou que tivesse encontrado com o ministro Imbassahy. Mas reafirmou que o PMDB está aberto a novos filiados e lideranças de outros partidos, mas que não aceitará condicionantes visando postos ou cargos.

Fonte: http://atarde.uol.com.br/


 

Todo Direito Reservado a AP-STUDIO PRODUÇÕES E EVENTOS

Trav. Afranio Peixoto 32C - Auto da Cruz
Camaçari - BA
CEP: 42808-070

71.3040-4147
diretoria@camacarifm.com.br