Bahia se impõe fora, vence o Vasco e segue na briga direta pelo G-6
09/09/19 as 01:53 am
Ver Notícia

Terceiro triunfo seguido, dez partidas sem sofrer gol, e oito jogos de invencibilidade. Esse são os números do Bahia antes do encerramento do primeiro turno da Série A do Brasileirão. E a marca foi alcaçada na manhã deste sábado, 7,  após vencer o Vasco por 2 a 0, em São Januário, pela 18ª rodada da competição. O lateral-direito Nino Paraíba e o atacante Gilberto marcaram os gols da partida. 


Com o resultado, o Tricolor chega a 30 pontos na tabela de classificação e segue na briga direta pelo G-6. A equipe de Roger Machado ocupa até o encerramento da rodada a 6ª posição do Brasileirão. O Esquadrão volta a campo no próximo dia 15 (domingo), contra o Fortaleza, na Arena Fonte Nova, às 16h.

O jogo

Para a partida deste sábado, o Bahia não contou com o atacante Artur, convocado para a Seleção Olímpica. Élber foi o substituto. Além do ataque, durante a semana Roger Machado também fez mistério em relação ao meio-campo, onde Ronaldo e Guerra disputavam uma vaga. O treinador escolheu o volante e levou a campo uma equipe teoricamente mais defensiva, o que não impediu que o Vasco jogasse melhor que o Tricolor na primeira etapa.

Travado e com pouca inspiração, o Bahia não conseguiu levar perigo à meta defendida por Fernando Miguel em nenhum momento dos 45 minutos iniciais. Além disso, mesmo com três volantes, o Tricolor também dava espaços ao Vasco, principalmente na entrada da área, onde a equipe cruz-maltina teve as suas melhores oportunidades.

Nos primeiros 05 minutos do jogo, o Vasco chegou duas vezes com o volante Raul. Na primeira, ele chutou para fora, e, logo depois, obrigou Douglas a defender no meio do gol. Aos 10 min, Rossi fez boa jogada pela direita e cruzou para Yago Pikachu que cabeceou para fora. A equipe vascaína seguia levando perigo principalmente com Felippe Bastos, em chutes de fora da área.

A principal chance do primeiro tempo foi do time carioca. Aos 30 min, após lançamento, Douglas saiu da área para afastar de cabeça. Na sequência, Rossi tentou encobrir o goleiro do Tricolor, mas mandou pra fora. Aos 47 min, o ex-Bahia, Clayton fez o goleiro Tricolor trabalhar novamente em novo chute de fora da área.

Mudança de postura

A mudança de postura do Bahia para o segundo tempo foi bastante evidente. O Tricolor, que não tinha agredido o Vasco na primeira etapa, acertou a meta defendida por Fernando Miguel logo nos minutos iniciais. Aos 02 min, e aos 03 min, Gilberto finalizou e obrigou o goleiro vascaíno a trabalhar. 

O bom recomeço do Esquadrão deu resultado rápido. Aos 10 min, Nino paraíba aproveitou rebote em finalização de Gilberto para limpar o zagueiro e bater com muita categoria pro fundo do gol.

Cinco minutos depois, o zagueiro Lucas Fonseca lançou Gilberto, que acertou uma bela finalização para ampliar o marcador. O artilheiro já marcou 24 gols na temporada, nove no Brasileirão.

Nervoso, o Vasco demonstrou ter sentido o impacto dos gols sofridos. Assim, o Bahia cresceu no jogo. O Tricolor tocou a bola, administrou o resultado e só correu algum risco aos 22 min, quando Danilo Barcelos cobrou falta com perigo por cima do gol defendido por Douglas. 

O Bahia foi competente em aproveitar as oportunidades que teve e soube ser maduro para administrar bem o resultado. No final, fica evidente que o Tricolor deve olhar para o pelotão de cima e mirar a Libertadores, que é o objetivo desse grupo.

*Sob a supervisão do editor Nelson Luis

  •  

 


 

Todo Direito Reservado a AP-STUDIO PRODUÇÕES E EVENTOS

Trav. Afranio Peixoto 32C - Auto da Cruz
Camaçari - BA
CEP: 42808-070

71.3040-4147
diretoria@camacarifm.com.br