Participação de Bule-Bule marca Semana Jorge Amado Cultura e Arte na Cidade do Saber
07/08/19 as 10:39 pm
Ver Notcia

Consolidando o terceiro dia da Semana Jorge Amado Cultura e Arte, foi a vez do poeta, repentista e músico Mestre Bule-Bule realizar, nesta quarta-feira (7/8), uma apresentação para os alunos da Escola Municipal Denise Tavares, em homenagem ao escritor baiano, na Cidade do Saber, em Camaçari. O encontro foi mediado pela produtora cultural e coordenadora do projeto Escolas Culturais, Elisângela Sena, acompanhada dos 35 alunos do Ensino Fundamental II.

A tarde, marcada por música, poesia e diversão, proporcionou para os estudantes um momento de aprendizado e conhecimento. Encantados, eles questionaram Bule-Bule acerca das inspirações para a escrita e composições. Ainda curiosos, perguntaram o significado do seu apelido, que pode trazer duas interpretações, inquieto e também quando o casulo da borboleta está em processo de transformação.

Como é de costume, acompanhado com seus instrumentos musicais, Bule-Bule deu início ao evento declamando uma das suas obras de grande sucesso, Castro Alves no Céu Sente, além de reviver outros contos e interagir com os alunos. Conhecendo o repentista pela primeira vez, Adinabela Reis, 15 anos, contou que para ela o encontro foi muito especial. “Eu sempre ouvia o meu pai apreciando as músicas dele e eu não sabia que ele seria tão legal assim e divertido. Eu gostei muito de conhecer ele”.

Responsável por conduzir os alunos até o evento, a professora de história, Elis Braga, falou sobre a importância de proporcionar e conduzir os estudantes a outras didáticas do conhecimento, fazendo com que eles possam aplicar o que absorveram na sala de aula no cotidiano. “Foi essencial, a escola está fazendo um projeto sobre o Nordeste, então une o útil ao agradável, porque, todos esses elementos falados vai ser utilizado em sala de aula para a gente reescrever essa história e apresentar para toda a comunidade. Jorge Amado com Bule-Bule é a união perfeita para retratar a história do Nordeste, do povo brasileiro como um todo”, destacou.

Para Bule-Bule, das obras que Jorge Amado construiu ao longo da carreira, as que ele possui maior admiração e afinidade são Capiães da Areia e Tocaia Grande. “Eu acho que o conjunto da obra dele [Jorge Amado] é uma positividade, mas aqueles que mais convivi, por exemplo, ‘Capitães da Areia’ e ‘Tocaia Grande’, pois eu participei do lançamento”, ressaltou.

Ainda segundo Bule-Bule, a sua participação na Semana Jorge Amado Cultura e Arte proporciona para ele um momento de felicidade. “São duas riquezas se somando, a distribuição da sabedoria, da capacidade técnica e poética de Jorge Amado, aproveitada na escola, no ensinamento, no movimento do cidadão. Esta é uma hora que eu creio que serve de motivação para qualquer ser que esteja se formando e por ser uma pessoa que eu admiro e que entendo como a mente de um militante, mente de um cobrador funciona, eu fico feliz em fazer parte deste movimento neste momento”.

Jorge Amado foi um escritor e um dos renomados representantes da literatura moderna brasileira. Se ainda estivesse vivo, no próximo sábado, 10 de agosto, ele completaria 107 anos. Natural de Itabuna, cidade do sul da Bahia, ele chegou a ocupar, na década de 60, a cadeira de nº 23 da Academia Brasileira de Letras. Os seus livros e enredos já foram traduzidos em 48 idiomas, braile e audiolivro.

As homenagens ao escritor encerram nesta quinta-feira (8/8), com a apresentação da Peça “O Menino Machado” pela Companhia Camaçari de Teatro, a partir das 15h, na Cidade do Saber. A Semana Jorge Amado Cultura e Arte é realizada pela Prefeitura de Camaçari, através da Secretaria de Cultura (Secult).

Fonte: ASCOM/PMC

 

Todo Direito Reservado a AP-STUDIO PRODUÇÕES E EVENTOS

Trav. Afranio Peixoto 32C - Auto da Cruz
Camaçari - BA
CEP: 42808-070

71.3040-4147
diretoria@camacarifm.com.br