Com virada em quatro minutos, Vitória vence a Ponte Preta em casa
27/07/19 as 06:38 pm
Ver Notícia

Reviravoltas têm sido uma constantes para o Vitória neste 2019. Neste sábado (27), mais uma virada entrou para a coleção do rubro-negro na temporada e, dessa vez, com um final feliz. Ao vencer a Ponte Preta por 2x1 dentro do Barradão, o Leão aplicou a sua terceira virada do ano. Mais do que isso, pode dormir um pouco mais tranquilo já que reduziu sua distância para o lado de fora da zona de rebaixamento a no mínimo três pontos. O cenário pode até melhorar em caso de derrota do Vila Nova para o Bragantino, que começa às 19h: caso isso aconteça, a diferença permanece em um pontinho. 

A Ponte saiu na frente logo aos 10 minutos com gol irregular de Roger, que estava impedido quando cabeceou para o fundo das redes de Martín Rodríguez. Ainda no primeiro tempo, o Leão conseguiu reverter o prejuízo. Primeiro com bela cobrança de falta de Chiquinho, aos 38, e virou graças ao belo gol de Gedoz quatro minutos mais tarde. Foi dia de respirar aliviado.

O jogo
Quando começou a partida entre Vitória e Ponte Preta, o que se viu logo nos três minutos iniciais foi um show de faltas fortes. Logo no primeiro lance, Anselmo Ramon deixou uma mãozinha marota em Edson e levou cartão amarelo. Um pouco depois e foi a vez de Diego Renan, da Ponte Preta, dar um "chega pra lá" em Wesley e também ficou amarelado.

As primeiras chances de gol foram da Ponte Preta e com muito perigo. O Vitória até tinha chegado com um chute de Chiquinho, que arriscou de longe, mas perigo mesmo quem levou foi a Macaca em dois lances quase seguidos. O roteiro já é conhecido pela torcida rubro-negra: bola área, a zaga não consegue antecipar e o atacante adversário chega tranquilo.

Na primeira chance, Roger entrou livre e cabeceou na trave. Na segunda, Airton foi quem teve toda a liberdade do mundo para cabecear por cima com muito perigo. No terceiro lance não teve jeito: Roger, em posição irregular, recebeu novo cruzamento colocou no fundo do gol. E Série B não tem VAR. Valeu o gol da Ponte.

Estava difícil chegar com bola rolando já que o Vitória tem dificuldades crônicas em construir seu próprio jogo. Então, o jeito foi apelar para a bola parada. Gedoz tentou a primeira vez só que a bola desviou e saiu para escanteio. Um pouco depois e uma falta, do mesmo lugar, foi cometida. Gedoz se preparou, mas a cobrança foi executada por Chiquinho, que encheu o pé e deu números iguais ao placar. Golaço!

O jogo ficou bom para o Vitória. Depois de levar o empate, a Macaca voltou a tentar atacar e acabou provando do próprio veneno. O time de Osmar Loss aplicou um contra-ataque de manual. Baraka, Anselmo Ramon e Gedoz. Em cinco toques, o Leão conseguiu a virada.

O segundo tempo não reservou muitas emoções no jogo. Foram poucas chances de gol: a Ponte se atirou tão desesperada quanto desorganizada para o ataque mas tinha em Baraka o seu maior empecilho no jogo. O camisa 5 fez uma bela partida, em entrega e bola jogada.

Outro que foi bem, apesar das velhas decisões ruins no ataque, foi o garoto Wesley. Se no ataque ele pouco produziu, na defesa se tornou fundamental para cobrir os laterais nos dois lados do campo. Ele só parou de correr quando foi substituído por Ruy, já com 35 da segunda etapa. Uma das poucas chances do segundo tempo, inclusive, foi um lance muito bem construído pelo Vitória: o próprio Ruy acionou Chiquinho na direita e o lateral teve calma para rolar até os pés de Anselmo Ramon, que tirou demais do goleiro Ivan e jogou pra fora.

O camisa 9 ainda teve uma outra oportunidade de fechar o caixão, mas foi fominha e chutou pra fora, aos 49 da segunda etapa. Nada que atrapalhasse: no final das contas, Osmar Loss e o Vitória conseguiram um triunfo tão suado quanto merecido, sob a chuva que esteve tanto no campo quanto nas arquibancadas do Barradão. Mais uma vez sob essas condições, o Leão rugiu. São três triunfos na Série B, todos eles dentro de casa e com a chuva que segue mística na Toca do Leão. 

Ficha técnica
Campeonato Brasileiro | Série B | 12ª Rodada
Vitória 2x1 Ponte Preta

Vitória: Martín Rodríguez, Matheus Rocha, Bruno Bispo, Ramon e Chiquinho (Van); Baraka, Léo Gomes e Lucas Candido; Gedoz (Capa), Wesley (Ruy) e Anselmo Ramon | Técnico: Osmar Loss

Ponte Preta: Ivan, Diego Renan, Airton, Renan Fonseca e Henrique Trevisan (G. Guedes); Edson, Gerson Magrão, Camilo (João Carlos) e Matheus; Marquinhos (Tiago Marques) e Roger | Técnico: Jorginho

Gols: Roger, aos 10 minutos do 1º tempo; Chiquinho, aos 38 minutos do primeiro tempo, e Gedoz, aos 42 minutos do primeiro tempo

Cartões Amarelos: Anselmo Ramon, Wesley, Ruy e Matheus Rocha; Diego Renan, Marquinhos, Aírton e Guilherme Guedes

Arbitragem:  Igor Junio Benevenuto de Oliveira, auxiliado por Celso Luiz da Silva e  Marcus Vinicius Gomes (trio de MG)

*Sob supervisão do subeditor Ivan Dias Marques

Fonte: correio24horas.com.br


 

Todo Direito Reservado a AP-STUDIO PRODUÇÕES E EVENTOS

Trav. Afranio Peixoto 32C - Auto da Cruz
Camaçari - BA
CEP: 42808-070

71.3040-4147
diretoria@camacarifm.com.br